MCTA - Mestrado em Tecnologia e Ciência Alimentar


Informação Geral

O Mestrado em Tecnologia e Ciência Alimentar foi criado por iniciativa conjunta da Universidade do Minho (UMinho), através do Departamento de Engenharia Biológica da Escola de Engenharia (DEB-EEUM) e da Universidade do Porto (UP), através da Faculdade de Ciências (FC-UP).
Este mestrado oferece uma formação orientada para a solução de problemas relacionados com as indústrias de processamento agro-alimentar, bem como com o setor dos serviços para esta indústria.

    Considera como objetivos principais:
  • Complementar a formação de licenciados em cursos de ciências, de ciências de engenharia biológica, de ciências de engenharia alimentar, química ou afins, conferindo formação especializada e avançada em diversas áreas relacionadas com as agroindústrias: lacticínios, vinhos, cerveja, produtos cárneos, cereais e derivados, hortofrutícolas, entre outros.
  • Proporcionar a transferência de tecnologia em questões relacionadas com o processamento e a qualidade dos alimentos, o desenvolvimento de novos produtos, tendo em conta aspetos nutricionais e sensoriais, assim como a certificação do sistema de gestão da segurança alimentar.
  • Dinamizar a I&DT na indústria agro-alimentar, promovendo a qualidade dos produtos, reforçando a segurança e a qualidade alimentar.

    Vagas:
  • 40

    Prazos e local de Candidatura:
  • Local de Candidatura: Apenas na UMinho (http://candidaturas.alunos.uminho.pt/)
  • Fase 1: 19/05/17 a 09/06/17. Apenas para estudantes internacionais (não-UE)
  • Fase 2: 10/07/17 a 21/07/17
  • Fase 3: 28/08/17 a 01/09/17



    Acreditação:
  • O curso/CE encontra-se acreditado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES) (Ver a acreditação aqui).

    Informação Adicional:
  • O curso de mestrado em Tecnologia e Ciência Alimentar é oferecido em co-tutela pela Universidade do Minho (UMinho) e Universidade do Porto (UP). As diferentes unidades curriculares (obrigatórias e opcionais) podem funcionar em qualquer umas das universidades implicando a deslocação dos alunos entre universidades. Para mais informações consultar o plano de estudos.

Informação para Candidatos

    Condições de Acesso:
  • Titularidade do grau de licenciado em Engenharia Biológica, em Bioquímica, em Química, em Ciências de Engenharia – Perfil em Eng. Alimentar, ou em área afins, ou titulares de habilitações legalmente equivalentes.
  • Poderão ser admitidos licenciados noutros cursos/ciclos de estudos ou candidatos possuidores de um grau académico superior estrangeiro equivalente, desde que o currículo demonstre preparação/experiência científica adequada.
  • São exigidos conhecimentos a nível da compreensão e expressão, oral e escrita, da Língua Portuguesa.
  • Serão excluídos todos os candidatos que não comprovem ter concluído a licenciatura (ou equivalente) até ao final do prazo de candidatura da fase correspondente.

    Critérios de Seleção e Seriação:
    Serão seriados em primeiro lugar os candidatos que tenham o grau de licenciado em licenciatura adequada. A seriação será feita atendendo aos seguintes critérios: Para efeitos de seleção, a ordem de admissão ao Mestrado em Tecnologia e Ciência Alimentar é a seguinte:
  1. Licenciatura em Engenharia Biológica, Química, Ciências de Engenharia – perfil em Engenharia Alimentar
  2. Outros candidatos que satisfaçam as condições de admissão.

    Seriação:
    Os candidatos serão seriados por ordem decrescente da classificação final, considerando os parâmetros seguintes e correspondentes ponderações:
  • a) 75% da classificação final - Nota de licenciatura (0-20)
  • b) 25% da classificação final - Valorização adicional de cada um dos itens:
    • b1) curriculum académico (componente de formação em áreas relacionadas com o mestrado, na licenciatura), 0-2
    • b2) curriculum científico (atividade científica desenvolvida), 0-2
    • b3) experiência profissional (atividade com componente relevante para a área do mestrado), 0-2
  • Os candidatos poderão ser sujeitos a uma entrevista individual, pela Comissão Científica do Mestrado em Tecnologia e Ciência Alimentar, para avaliar aspetos relevantes para o processo de seleção e seriação.

    Critérios de Desempate de Candidatos
  • Maior número de créditos ECTS feitos nas áreas científicas deste mestrado.
  • Classificação média obtida nas Unidades curriculares das áreas centíficas deste mestrado.
  • Os candidatos poderão ser sujeitos a uma entrevista individual, pela Comissão Científica do Mestrado em Tecnologia e Ciência Alimentar, para avaliar aspetos relevantes do processo. Para efeitos de seriação, a entrevista será classificada de 0 a 5

Objetivos e Saídas Profissionais

Objectivos profissionais principais:

  • Proporcionar a transferência de tecnologia em questões relacionadas com o processamento e qualidade dos alimentos, desenvolvimento de novos produtos, tendo em conta os aspetos nutricionais e sensoriais e a certificação da segurança sanitária dos produtos;
  • Dinamizar a I&DT no setor da indústria agro-alimentar, promovendo a qualidade dos produtos e reforçando a segurança alimentar;
  • Criar competências que lhes permitam uma aprendizagem autónoma ao longo da vida.

Saídas profissionais:
Indústrais de processo do sector agroalimentar; Empresas de serviços ligadas ao sector alimentar; I&D no sector agroalimentar

Plano de Estudos


  • Instituição Educacional: Universidade do Minho e Universidade do Porto
  • Unidade Orgânica: Faculdade de Engenharia e Faculdade de Ciências
  • Ciclo de Estudos: Tecnologia e Ciência Alimentar
  • Grau ou Diploma: Mestre
  • Principal Área Científica do Curso: Engenharia Química e Biológica/Química/Ciências Agrárias
  • Número de créditos, segundo o sistema europeu de transferência de créditos, necessário à obtenção do grau ou diploma: 120 ECTS (60 ECTS por ano)
  • Duração normal do curso: 2 Anos (4 Semestres)
  • Regime: Laboral


Estrutura do Programa

1.º Ano

1º Semestre 2º Semestre
Propriedades físicas e químicas dos alimentos Obrigatória, UP 6 ECTS Análise Sensorial e Desenvolvimento de Novos Produtos Obrigatória, UP 6 ECTS
Tecnologia de Alimentos Obrigatória, UM 5 ECTS Higiene e Segurança Alimentar Obrigatória, UM 5 ECTS
Métodos de Análise da Qualidade Alimentar Obrigatória, UP 3 ECTS Opção 3
Microbiologia dos Alimentos: da preservação à segurança Obrigatória, UP 6 ECTS Opção 4
Opção 1 Opção 5
Opção 2 Opção 6

Opções disponíveis (2017/2018)

Opções para 1º Semestre Opções para 2º Semestre
Environmental Technologies UM 5 ECTS Serviços Industriais UM 5 ECTS
Biotecnologia Alimentar UM 5 ECTS Biotecnologia Molecular UM 5 ECTS
Elementos de Qualidade e Fiabilidade UM 5 ECTS Certificação de Sistemas de Gestão da Qualidade e Ambiente UM 5 ECTS
Métodos de Investigação UM 5 ECTS Tecnologias de Fabrico de Embalagens em Plástico UM 5 ECTS
Análise Instrumental UP 6 ECTS Aspetos Químicos e Bioquímios em Nutrição UP 6 ECTS
Metodologias Quantitativas em Ciências do Consumo ** UP 6 ECTS Agricultura Biológica UP 6 ECTS
Bioquímica Industrial UP 6 ECTS Química Bioanalítica ** UP 6 ECTS
Produção Vinícola ** UP 6 ECTS Determinantes de Consumo Alimentar UP 6 ECTS
Opção Livre UM UM 5 ECTS Saúde e Consumo Alimentar ** UP 6 ECTS
Opção Livre UP UP 6 ECTS

2.º Ano

3º Semestre 4º Semestre
Projecto de Dissertação Obrigatória, UP 6 ECTS  
Dissertação / Projeto / Estágio Obrigatória, UM/UP 54 ECTS

* Só poderá optar no máximo por uma Opção Livre UM ou uma Opção Livre UM
** A inscrição nesta UC está limitada a 5 estudantes, sendo a seleção efetuada com base na lista de seriação dos candidatos admitidos ao mestrado
*** Os alunos devem escolher um número adequado de opções para realizar 10 ECTS no 1º semestre e 19 ECTS no 2º semestre

Dissertação

A ‘Dissertação’ rege-se por articulados específicos, compreendendo os seguintes procedimentos (válidos a partir de 26 de julho de 2016):
Admissão à Dissertação

  1. O pedido deverá ser formalizado através da apresentação do documento de admissão à dissertação, dirigido dirigido ao Conselho Científico da Escola de Engenharia juntamente com o plano de trabalhos.
  2. A admissão à dissertação e o plano de trabalhos devem ser enviados/entregues à Direção de Curso, DC, em formato digital (pdf), onde se dispensam as assinaturas, e em papel com as assinaturas pertinentes: aluno, orientador e supervisor na empresa.

Seguro Escolar
O seguro escolar cobre as viagens para e do local da dissertação, bem como da permanência na empresa. O número da apólice e outra Informação sobre o seguro pode ser encontrada em: SAS UMinho. Qualquer assunto/declaração relacionados devem ser tratados junto dos SASUM.

Requerimento de Provas
  1. A realização das provas da dissertação pressupõe a entrega do respetivo requerimento de provas. É dirigido à DC e entregue na secretaria do DEB. Deve ser acompanhado por um exemplar da dissertação (em língua portuguesa, francesa ou inglesa), em papel, sem formatação ou encadernação especial, e pelo envio de um exemplar em formato digital (word ou pdf) para a DC, por email (de preferência), ou em CD. Outros exemplares devem ser entregues ao(s) orientador(es) e supervisor na empresa, de acordo com as respetivas instruções.
    Os alunos que realizam a dissertação inseridos no Programa Erasmus não entregam este requerimento de provas se forem atribuídos 30 créditos ECTS (avaliação a cargo da empresa, do orientador, do coordenador Erasmus e do SRI). Se forem 25 créditos ECTS, devem entregar o requerimento apenas para efeitos de emissão de pauta.
  2. A marcação das provas será acertada entre a DC e o candidato, o orientador e o supervisor, passando pela nomeação de um júri, marcação do dia da prova e publicação do edital.
    a. Nomeação do júri
    1. O júri será composto por pelo menos três elementos, incluindo o orientador e o supervisor e um elemento externo (alguém externo à Escola de Engenharia que confere o grau e à empresa onde o trabalho se desenvolveu), exceto em situações devidamente fundamentadas;
    2. A presidência do júri será assegurada por um elemento DC ou por um seu substituto mandatado pelo Presidente da Comissão Científica do DEB;
    3. O júri é nomeado pelo Presidente da Comissão Científica do DEB.

    b. Marcação das provas (publicação de edital)
    1. As provas públicas serão concentradas no tempo, ocorrendo, na maioria, na segunda quinzena de novembro e primeira semana de dezembro;
    2. Após marcação das provas, será publicado o edital com todos os dados.
  3. No final da defesa pública, o júri anunciará a sua classificação. Havendo aprovação, definitiva ou condicionada às correções solicitadas, o candidato deve entregar um exemplar impresso à DC. As eventuais alterações sugeridas pelo júri devem ser previamente validadas pelo orientador.
    Na formatação da dissertação devem ser atendidas as normas previstas em despacho reitoral.
    Juntamente com a dissertação em papel (que deve conter na encadernação a declaração para o RepositóriUM, na página seguinte à declaração sobre autorização de reprodução), deve entregar um exemplar em CD (contendo todo o conteúdo do exemplar impresso). O CD é acompanhado por um exemplar impresso da declaração para o RepositóriUM. O dissertando assina esta declaração, cujo conteúdo, quanto ao estatuto selecionado, deve refletir o acordo entre o dissertando, o orientador e o supervisor. Depois de assinada, deve ser digitalizada para envio do respetivo pdf à DC. Se o estatuto selecionado for o 4 (embargo total por qualquer período ou embargo parcial que não se enquadre nos restantes estatutos), o autor da dissertação deverá entregar uma exposição impressa que explicite a necessidade de um estatuto de excecionalidade, assinada pelo próprio e pelo orientador e/ou supervisor. A ausência da exposição invalida o embargo.
:: Ficheiro ZIP com todos os anexos e instruções ::


Prazos
A data de homologação pelo Conselho Pedagógico da Escola de Engenharia (CPEE) será a data de admissão a dissertação.
O requerimento de provas pode ser efetuado 3 meses após a homologação e não antes. É entregue na Direção de Curso (ou secretaria do DEB) impreterivelmente até ao último dia útil de outubro.
Salvo indicação em contrário, as dissertações corrigidas devem ser entregues à DC até ao dia 15 de dezembro (ou primeiro dia útil após esta data). A falta implica o não lançamento da pauta e a transição automática para o ano letivo seguinte.
Os alunos que tenham em falta para a conclusão do curso apenas a UC Dissertação, e que não entreguem o requerimento de provas até ao fim de outubro, devem inscrever-se nos SAUM no ano letivo seguinte. A propina que terão de pagar é calculada em função do número de trimestres decorridos, desde 1 de novembro, até à data de entrega do requerimento de provas.


Secretariado de Apoio aos Cursos

Universidade do Minho
Campus de Gualtar
4710-057 Braga, Portugal
Email: sac@ceb.uminho.pt
Tel: (+351) 253 601 985
Fax: (+351) 253 604 599